Make your own free website on Tripod.com
 
Cabecalho
   
 



Você é o visitante número



Página Inicial

Autor

Apresentação

Carta de Dissociação

Cartas

Fotos

Notícias

Relatos e Experiências Pessoais

Artigos

Livro de visitas

Links p/ outros "sites"

Resposta


Salto, Maio de 2001

Querida mãe,

Agradeço pelas revistas que a senhora me mandou e, à medida que o tempo for permitindo, vou ler os artigos que me interessar. Não tinha visto antes a cartinha que a senhora colocou no meio da revista, quando vi o clips, pensei que era um artigo marcado para eu ler, só agora que peguei a revista para ler é que vi a carta, que respondo agora.

Lamento muito, muito mesmo, pelo sofrimento que a senhora está sentindo, mãe, principalmente pela parte que cabe a mim por isso. Tenho percebido isso, ouvi as mensagens que a senhora deixou na minha secretária eletrônica.

A senhora menciona em sua carta que um dos motivos da sua tristeza é que "pareço muito distante de Jeová Deus e da sua organização". Posso dizer que, de uma certa forma, metade dessa afirmação é verdade. Não estou distante de Jeová e Jesus, muito pelo contrário, nunca me senti tão próximo deles em toda a minha vida. Continuo acreditando muito em Deus e sendo grato a Cristo pelo que ele fez à humanidade. O ponto em questão é que não acredito que a Torre de Vigia seja a organização de Jeová. E, se não acredito mais na organização, não tem sentido eu ficar dentro dela.. E tenho muitas evidências, mãe, de que a organização não é de Jeová. Disponho de provas que me foram ocultadas durante quase toda a minha vida. Engraçado, a própria Sociedade incentiva aos outros que examinem a sua religião, citando inclusive o exemplo dos Bereanos...mas o que acontece quando um de seus membros resolve fazer isso, questionando, com base sólida e na Bíblia, suas doutrinas e ensinamentos? Bem, a resposta é: essas pessoas são tachadas de rebeldes, fracos na fé e até mesmo apóstatas. Eu questionei, há anos questiono, mas nunca falei isso prá ninguém, mas, achei muitas respostas...e elas não foram nada favoráveis a essa organização que afirma ser dirigida pelo Espírito Santo de Deus.

Eu sei que as pessoas são imperfeitas, todos nós somos, e é verdade que Deus não tem culpa por isso. Também é verdade que várias pessoas me magoaram muito, e a senhora sabe muito bem disso. Mas, não foi por isso que deixei a organização, embora essas pessoas tenham contribuído muito para os meus questionamentos, e, de uma certa forma, eu sou até grato a elas. Já ouvimos muitas vezes a frase: "AS PESSOAS SÃO IMPERFEITAS, MAS A ORGANIZAÇÃO DE JEOVÁ DEUS É PERFEITA". Parei prá pensar nisso muitas vezes, mãe! Realmente, se analisarmos o relato bíblico, notamos que os apóstolos eram todos cheios de falhas, mas as suas decisões e instruções, inspiradas pelo espírito, não continham erros ou falhas, eram e são um guia seguro. Porém, isso não acontece com a organização que se diz perfeita. A organização cometeu muitos erros como organização. Não foram erros de pessoas individuais, mas erros da organização como um todo. Isso prova que ela é comandada por homens imperfeitos, e sujeita às mesmas imperfeições desses homens. Se fosse dirigida por Deus, suas instruções e ensinamentos teriam de estar isentas de erros humanos. E tenho muitas evidências e provas desses erros. Mãe, a senhora se lembra daquela perseguição ferrenha que nossos irmãos sofreram em Malauí, em meados dos anos setenta, por que se recusaram a obter uma carteirinha do partido político que dominava o país??? Muitos perderam tudo o que tinham, alguns até mesmo a vida; Na mesma época, no México, com total aprovação da Sociedade, os irmãos pagavam PROPINA aos funcionários do Governo local, para obterem a CARTEIRA DE RESERVISTA, para manter seus direitos políticos. Veja, eles são reservistas, estão à disposição do exército, mas em Malauí os irmãos não podiam estar à disposição das autoridades, e no Brasil, nós tivemos que entrar com processo que culminaram na perda dos direitos políticos e nos tornaram cidadãos de segunda categoria (lembro que a Sociedade salientou que tinha que entrar com o processo, porque não bastava não servir o exército, tinha que ficar clara a recusa em fazer isso; no meu caso, o pai garantia que me tirava, mas eu não o ouvi!). Por que esses critérios duplos????

Mãe, eu AMO MUITO a senhora, e sou grato por tudo o que a senhora fez por mim. Se hoje sou um homem de bem, devo isso à senhora e vou ser grato até o fim dos meus dias. E não abandonei a Jeová, nunca farei isso, mãe, mas a organização... bom, para mim, ela é só mais uma, se a senhora quiser ver as provas... Para a senhora, sair da organização é abandonar a Jeová, mas para mim foi justamente o contrário, agora é que estou conhecendo realmente o poder, a bondade e o amor de um Deus maravilhoso, que é descrito na Bíblia e que a organização, infelizmente, deixa de apresentar muitas vezes. É claro que ela ensina muitas coisas boas, que vou guardar para mim e procurar tirar proveito, mas ela não é a única que faz isso...quase todas fazem!

Como a senhora mesmo tem notado, eu estou bem, feliz de ter encontrado, após tanto sofrimento, uma mulher como a Júlia. Vou me esforçar muito para não cometer os mesmos erros que cometi com a Denise (e muitos desses erros atribuo à organização, e ela também errou muito por causa disso). Eu deixei muito claro para a Júlia os motivos de eu ter saído da organização e pedi para ela de jeito nenhum tentar fazer eu voltar, porque foi uma decisão muito consciente. Tenho forte motivos para crer que Jeová não tem uma organização terrestre, ele que que o adoremos "em espírito e verdade", e é isso que eu procuro fazer.

Mãezinha querida, quero com tudo isso tranqüilizá-la de que não estou morto espiritualmente, apenas sou uma pessoa consciente, em busca da verdade da Bíblia, livre de influências humanas. Hoje leio mais, estudo mais, pesquiso sem ter obrigação de fazer isso. Faço porque quero e porque gosto, e quando sinto a necessidade. Só para a senhora pensar um pouquinho no que eu disse: Os irmãos que elaboraram a maravilhosa obra AJUDA AO ENTENDIMENTO DA BÍBLIA (Raymond Franz, sobrinho do falecido Presidente da Sociedade, Fred Franz, Edward Dunlap e um terceiro de que não me recordo o nome), que fizeram uma pesquisa cabal das Escrituras a fim de passar as informações corretas e abalizadas, TODOS ELES NÃO MAIS FAZEM PARTE DA SOCIEDADE!!! Por que eles saíram, depois de terem pesquisado tanto a Bíblia, seus idiomas originais, comparando manuscritos antigos e visto obras de referência? Raymond Franz escreveu um livro chamado "CRISE DE CONSCIÊNCIA" Narra como eram as reuniões do Corpo Governante, do qual ele fêz parte de 1971 a 1980. Nesse livro tem cópias de muitos documentos que provam histórias como a do México, que relatei para a senhora. Tudo muito triste, mãe, sentir que, na realidade, o grande traído na história toda é o próprio Jeová.

Mãe, lamento se, com tudo isso vou fazer a senhora sofrer, não é a minha intenção. Estou bem, feliz com a Jú, com planos pela frente e batalhando, junto com ela e com o apoio e confiança que ninguém teve em mim até hoje. Sinto que ela me AMA de verdade, sem nenhum outro interesse do que me fazer bem! E, com isso, sinto as bênçãos de um Deus que adoro em "espírito e verdade".

Mãe, EU AMO A SENHORA! Não sofra, fique bem!

Beijos carinhosos,


Seu filho,


RAINER WINDSOR.


PS.: Anexo está a minha carta de dissociação, para a senhora ver exatamente o que, como e porque foi feito tudo. Até hoje ninguém me respondeu as perguntas, ninguém me visitou para tentar fazer mudar de idéia e, principalmente, ninguém me pagou o que deve.



Separador

 Página Inicial   Autor   Apresentação   Carta de Dissociação 

 Cartas   Fotos   Notícias   Relatos e Experiências Pessoais 

 Artigos  Livro de visitas   Links p/ outros "sites"

Para me contatar mande uma mensagem para:  paraperp@gmail.com